sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

O QUE SIGNIFICA SER BABALORIXÁ?//

 O QUE SIGNIFICA SER BABALORIXÁ?






 


 


 


 


Ser Babalorixá ou Iyalorixá denota, em primeiro lugar, ter conhecimento e autoridade legítima de condução dos ritos sagrados da religião africanista. Mas também requer um amplo conhecimento de si mesmo, um olhar equilibrado diante das coisas da vida... 
Ter autocontrole, entender que nada em nossa existência material é eterno... 
Aprender a lidar com a ingratidão das pessoas que só vêem a nossa fé como oportunidade de buscar benefícios para si, sem se entregar de verdade aquilo que nos dá tudo, que são nossos orixás.
Abraçar este caminho é consagrar-se a ser Pai ou Mãe, não dos Orixás, mas de um monte de gente diferente, que mesmo não tendo seu sangue ou sobrenome, você vai amar como sendo um pedaço seu... 
Muitos irão lhe decepcionar; outros vão te trair e alguns vão somente te usar até alcançar aquilo que vieram buscar dentro da religião... Mas sempre existirão aqueles, que vão te surpreender, e que no momento em que estiveres prestes a desistir, já calejado com tantas pedradas, vão retribuir o amor que dás de verdade a todos, mas que só alguns conseguem compreender.
Ser Pai ou Mãe é ensinar o caminho, é conduzir para a independência. 
É dar a liberdade para que aqueles que desejarem partir o façam, se aventurem ao mundo... Mas Pai ou Mãe de verdade deixa sempre uma fresta na porta, para que seus filhos, mesmo após tropeços, possam voltar pra casa e recomeçar... 
Isso é ser Babalorixá e não vendedor de Axé, comerciante do sagrado.
Pra mim, filho que fala mal do Pai é errado, mas Pai que fala do filho é imperdoável... 
Dos jovens até é compreensível a imaturidade, mas dos Pais, isso me soa como falta de caráter. 
Nesses tempos de internet, me dói ver Babalorixás e Iyalorixás, difamando e ameaçando seus filhos, ex-filhos (será mesmo que isso existe?! 
Achei que vínculo de Pai e filho fosse eterno, por que o rompimento não apaga uma existência)... 
Tão triste essa atitude, problemas domésticos devem ser resolvidos de forma privada...
Ser Pai e mãe é dar exemplo, e o que esses ditos Babás e Iyás esperavam de seus filhos, se sua própria conduta é nefasta? Lobo não cria cordeiro, nem vice-versa...
Cada um é rei em seu egbé, porém suas cadeiras permanecerão vazias ao seguir-se a falta de caráter e ética na prática da religião.
Nada mais significando além de belos tronos.

Boa noite Asé a todos "
Giovane Hernandez, Bàbálòòrísá


 


https://www.facebook.com/CasaLindadeAmigos/photos/a.164443913707313.38992.163667207118317/545639922254375/?type=3&theater

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Filho de santo.....

Filho de santo.....
Que sabe muito.
Que não senta pra aprender.
Que não para pra escutar.
Que pula de casa em casa como pipoca,pois pra vc nenhum Pai de Santo presta.
Que não tem tempo pra doutrina.
Que não aceita servir.
Que quer brilhar.
Que quer se ocupar com o melhor santo.
Que quer ganhar dinheiro fácil.
Que é mais importante que todos.
Que quer ter tudo independente de merecimento.
Boneca de salão.
Arroz de festa.
Brilhantina.
Etc....
Bora criar sua própria religião,o que vc está esperando????
Aproveita e leva junto todos que pensam como vc.
Os sacerdotes e sacerdotisas sérios que tem mais o que fazer do que perder tempo com vcs,agradecem.
Sacerdote Babalorixá César Ti Gbarú.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2015

ORIXÁ E PECADOR A SIMBIOSE E O RESULTADO !!!!








"ORIXÁ E PECADOR A SIMBIOSE E O RESULTADO !!!!"

Bueno muito se tem falado em resultado em consequência escolhi hoje  para falar de um assunto que eu acredito seja de suma importância.

Muito se fala em desvirtuamento da religião de matriz africana muito se tem falado em mudanças e modismos e muito pouco se tem falado desta ligação cósmica que se dá entre o realmente iniciado e o Orixá.


Este ligação se dá em algo muito parecido com uma simbiose, passam a coexistir num cosmos Orixá e pecador, isto passa a ser a vida deste iniciado ele passa a viver sob a égide da bandeira que o acolheu de seu Orixá e do Orixá que comanda esta bandeira isto é viver a religião com seus dogmas preceitos e modo de vida.

O que acontece hoje na minha perspectiva, é que  esta ligação está cada vez em algumas situações mais tênue mais  rasa!

E porque isto ocorre ? Simples a religião de matriz africana chamada batuque cada vez mais, sofre a interferência de outros cultos, ela deixa de ser um modo de vida para ser mais uma crença aliada à outras tantas que vemos todo os dias nascer em cada esquina.

Vão se perguntar aonde ele quer chegar com isto !?



Bem simples em lugar algum !

O caso não é chegar em algum lugar e sim estar no lugar certo o Batuque não é só mais uma religião não é só mais uma filosofia e as provas estão ai, aquele que encara a religião como uma filosofia de vida se enquadrando dentro de um cosmos afro-gaúcho vem amealhando os frutos que disto provem os demais tem em si o gosto a vontade porem não tem o resultado.

Quantas vezes a inercia toma conta de nós quantas vezes nos debatemos por simplesmente não escutar os desejos de nosso Orixá, quantas vezes uma mudança de postura muda a nossa vida de forma definitiva ou não, quantas vezes somos surpreendidos que uma coisa tão simples resolveu algo que vinha se arrastando a anos décadas!

Concluindo se queremos uma resposta positiva temos que viver o que estamos fazendo e não esperar uma resposta de quem nós mesmos tratamos de afastar de nós.
Gilson Da Oba 











terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Iniciação aos cultos Afro Brasileiros !!!!


 INICIAÇÃO AO CULTO AFRO-BRASILEIRO.



 


Falava a pouco com uma grande amiga a dona Kate Dutra sobre as obrigações na nação e no povo de Umbanda e Exu .

Achei por bem fazer uma reflexão:

Muitos já se depararam com a seguinte situação pessoa com caminho na religião Orixá querendo obrigação condições financeiras para tal, tempo para fazer, disposição para fazer e ali na frente o Yao (passa a ser iniciado) ou Já pronto abandona tudo e as vezes com revolta e desprezo por tudo que viveu e ai?

Bom vamos lá, aonde entra o sacerdote, aonde entra o pré iniciado aonde entra o Orixá ?


Meus amigos a religião não é fácil e diria é senão a mais difícil, uma das mais difíceis para se seguir, as demais religiões conhecidas e de domínio do grande publico estão escritas em algum lugar ou tem uma regulação de sua atividade a nossa não, ela é escrita dia a dia e julgada e corrigida por Deuses pensem nisto....




 

 "No momento da iniciação é preciso se ter consciência do que se está fazendo é para o resto da vida"



 
Quando o Yao abandona sua Obrigação não é não como alguns acham um problema dele e sim de toda uma egrégora, se criou um vinculo até pós mortem com ele e o Orixá dele a pessoa sai da religião mas a religião não sai da pessoa ela deixa de ter obrigação mas não perde o vinculo jamais.


Me assusta ver gente que foi consultar o jogo de Ifá e ali meses já é iniciada ou em alguns casos aprontada na religião, me deixa triste ver que em alguns anos eles estarão em completo conflito entre o desejo pessoal e sua caminhada religiosa !

E porque isto ocorre vc´s já se questionaram ? Eu já e consultei o santo e Ifá e todos me disseram a mesma coisa, livre arbítrio este mesmo que nos coloca a prova a cada amanhecer a cada novo dia.

Sim quem inicia alguém cria um vinculo Orixá Ori e bandeira e tem responsabilidade por tudo que venha ocorrer !!!!